MÍDIA E INTEGRAÇÃO DA AMÉRICA LATINA A PARTIR DA PRESENÇA GEOPOLÍTICA DAS EMPRESAS JORNALÍSTICAS

Beatriz Soares Bidarra, Isadora Ortiz de Camargo, Elizabeth Nicolau Saad Côrrea, Lucas Kerr de Oliveiraa

Resumo


Entender a presença e concentração midiática e seus impactos sobre os processos de circulação comunicacional e integração regional são interesses deste trabalho que, a partir de perspectivas multidisciplinares, relaciona as noções da geopolítica das comunicações e geopolítica das mídias como aportes epistemológicos para tentar compreender a presença e formação de monopólios midiáticos. Busca-se demonstrar como o funcionamento e a estruturação de empresas midiáticas é muito semelhante às lógicas de concentração de capital tanto que é possível inferir a interdependência latino-americana de outros grupos estrangeiros dentro de um ecossistema midiático contemporâneo frente a características de cunhoimperialista, onde se entende que o monopólio de grupos hegemônicos e tradicionais se dissipa por regiões cultural, econômica e politicamente diferentes, de interesses distintos, como acontece na América Latina. Como estudo exploratório de caso, aborda-se o recente crescimento do Grupo PRISA, da Espanha, em países latino-americanos, com forte adesão no Brasil. Com tais premissas, este trabalho quer discutir a influência no processo de integração regional, as problemáticas que permeiam a gestão e soberania regional midiática nesta região do globo.

Palavras-chave


MonoPólios de Mídia; GeoPolítica das coMunicações e das Mídias; inteGração reGional; aMérica latina

Texto completo:

PDF