A CIVILIZAÇÃO GLOCAL: REPERCUSSÕES SOCIAL-HISTÓRICAS DE UMA INVENÇÃO TECNOCULTURAL FUNDAMENTAL DO CAPITALISMO TARDIO

Autores

  • Eugênio Trivinho Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Resumo

Resumo:

O artigo aborda as repercussões social-históricas do fenômeno glocal, uma construção tecnocultural marcada pela hibridização entre a dimensão global das redes comunicacionais em tempo real e o contexto local do corpo e da experiência cotidiana sob o tempo que passa. O glocal corresponde, como empiria de mundo, a uma condição irreversível, pretensamente absoluta e de proporções planetárias, a ponto de possibilitar e justificar, como episteme interpretativa, a caracterização crítica de toda uma civilização – a civilização glocal –, doravante em estágio interativo. O texto disseca essa formação social mediante a recontextualização conceitual, na trilha teórica consolidada pelo autor.

Palavras-chave: Civilização Glocal; Fenômeno Glocal; Processo de Glocalização; Híbrido/Hibridização.

Abstract:

This article discusses the sociohistorical repercussions of the glocal phenomenon, a technocultural construction marked by the hybridization of the global dimension of communication networks in real time and the local context of the body and everyday experience of passing time. The glocal, as world empiricism, corresponds to an irreversible and supposedly absolute condition of planetary proportions, to the extent that it allows and justifies, as interpretive episteme, the critical characterization of an entire civilization – the glocal civilization –, henceforth in an interactive stage. The text scrutinizes this extensive social formation through a conceptual recontextualization, following the theoretical route espoused by the author.

Keywords: Glocal Civilization; Glocal Phenomenon; Glocalization Process; Hybrid/Hybridization.

Resumen:

El artículo analiza las repercusiones socio-históricas del fenómeno glocal, una construcción tecnocultural marcada por la hibridación entre la dimensión global de las redes comunicacionales en tiempo real y el contexto local del cuerpo y de la experiencia cotidiana durante el tiempo que transcurre. Lo glocal se equipara, como empiria del mundo, a una condición irreversible, supuestamente absoluta y de proporciones planetarias, a punto de posibilitar y justificar, como episteme interpretativa, la caracterización crítica de toda una civilización – la civilización glocal–, de aquí en adelante en fase interactiva. El texto disecciona esta formación social a través de un amplio trabajo de recontextualización conceptual, en el camino teórico consolidado por el autor.

Palabras clave: Civilización Glocal; Fenómeno Glocal; Proceso de Glocalización, Híbrido/Hibridación.

 

Biografia do Autor

Eugênio Trivinho, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Professor do PEPGCOS/PUC-SP e Coordenador Geral do CENCIB -Centro Interdisciplinar de Pesquisas em Comunicação e Cibercultura nesta instituição.

Downloads

Publicado

22-05-2014

Edição

Seção

Artigos / Artículos