GAME OF THRONES E A DESCENTRALIZAÇÃO DA PÓSPRODUÇÃO SONORA NA FICÇÃO TELEVISIVA CONTEMPORÂNEA

Rodrigo Carreiro

Resumo


Este artigo tem como objetivo explicar as origens e analisar o funcionamento de um modelo
de pós-produção sonora para audiovisual, com fluxo de trabalho descentralizado, que surgiu
nos últimos anos, como consequência de estratégias de produção e consumo estabelecidas pela
Netflix, a partir do momento em que a plataforma de streaming decidiu se tornar produtora de
conteúdo. O seriado televisivo Game of Thrones (2011-2019) servirá como estudo de caso.


Texto completo:

PDF