NUMA OUTRA CONCEPÇÃO DE DOENÇA: ANÁLISE DO JORNALISMO NA PRODUÇÃO DISCURSIVA SOBRE O PATOLÓGICO

Autores

  • Luiz Marcelo Robalinho Ferraz Programa de Pós-graduação em Informação e Comunicação em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (PPGICS-Fiocruz)

Resumo

Resumo

O jornalismo representa um campo importante para compreensão da doença na contemporaneidade, assim como outros domínios tradicionalmente reconhecidos, a exemplo do médico-científico. Devido ao apelo gerado pelo risco, a doença vem ocupando mais espaço no noticiário, contribuindo para sua ressignificação no meio sociocultural. Tomando como base a noção de doença e aspectos importantes, como saúde, relação entre normal e patológico, cuidado crônico, risco e medicalização, além de questões ligadas ao discurso e ao contexto de midiatização, o objetivo deste artigo é compreender a concepção jornalística da doença. Fruto de uma pesquisa de doutorado em curso, o trabalho tem o intuito de avaliar a importância do patológico na atualidade.

Palavras-chave: Discurso jornalístico; Doença; Medicalização; Mídiatização.

 

Abstract

Journalism is an important field for the comprehension of disease in contemporaneity, as well as in other more usually recognized areas, such as the medical-scientific domain. Due to the appeal created by the risk, disease occupies more space in the news, contributing to its resignification in the socio-cultural environment. Based on the concept of disease and important aspects such as health, relationship between normal and pathologic, chronic care, risk and medicalization, as well as issues related to the media discourse and the context of mediatization, this article aims at understanding the journalistic concept of disease. As a result of an ongoing doctorate research, the work intends to evaluate the importance of the pathologic domain currently.

Keywords: Journalistic discourse; Disease; Medicalization; Mediatization.

 

Resumen

El periodismo es un campo importante para la comprensión de la enfermedad en la contemporaneidad, así como otras áreas tradicionalmente reconocidas, área médico-científica, por ejemplo. Debido al realce generado por el riesgo, la enfermedad ocupa más espacio en el noticiario, lo que contribuye a su resignificación en el medio socio-cultural. Basado en el concepto de enfermedad y otros aspectos importantes, tales como la salud, la relación entre lo normal y lo patológico, el cuidado crónico, el riesgo y la medicalización, así como cuestiones relacionadas con el discurso y el contexto de la mediatización, el objetivo de este artículo es entender la concepción periodística de la enfermedad. Este trabajo, resultado de una investigación doctoral en curso, busca evaluar la importancia de lo patológico en la actualidad.

Palabras clave: Discurso periodístico; Enfermedad; Medicalización; Mediatización.

Biografia do Autor

Luiz Marcelo Robalinho Ferraz, Programa de Pós-graduação em Informação e Comunicação em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (PPGICS-Fiocruz)

Doutorando em Comunicação e Saúde pelo Programa de Pós-graduação em Informação 
e Comunicação em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (PPGICS/Fiocruz-RJ), mestrado 
em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE-2010) e graduação 
em Comunicação-habilitação em Publicidade e Propaganda (UFPE-2005) e em 
Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap-2001). É aluno bolsista 
de doutorado do Programa Faperj Nota 10 – 2014.

Downloads

Publicado

21-10-2014

Edição

Seção

Artigos / Artículos