TENSIONAMENTO DOS ESPAÇOS DE FRONTEIRA: CONCEITOS COMO OBSTRUÇÕES EPISTEMOLÓGICAS

Autores

  • Irene Machado Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Fronteira, conFlito, interculturalidade, intraduzibilidade, estrangeiro.

Resumo

O estudo procura compreender a emergência de um cenário epistêmico de diversidade e conflito em espaços de fronteiras tensionados por diferentes línguas, meios, culturas. Parte de indagações sobre o domínio de um quadro teórico que condiciona a reflexão da comunicação na cultura apenas do ponto de vista da hegemonia das ferramentas digitais de convergência em redes, contra um contexto de relações interculturais que não escondem os confrontos e divergências. Redimensiona, assim, as obstruções epistemológicas que tentam escamotear tensões em contextos culturais de intraduzibilidade como aquela da condição estrangeira.

Biografia do Autor

Irene Machado, Universidade de São Paulo

Docente da Universidade de São Paulo, Escola de Comunicações e Artes, e Pesquisadora do CNPq. Pesquisa e publica no campo da semiótica da cultura e do cinema. Atualmente é vice-coordenadora do Programa de Pós-graduação em Meios e Processos Audiovisuais da USP, onde orienta teses e dissertações de mestrado. Participa da Editoria de Significação. Revista de Cultura Audiovisual. O livro teórico mais específico de sua pesquisa é: Escola de semiótica: experiências de Tártu-Moscou para o estudo da cultura (2004).

Downloads

Publicado

28-09-2018