ETNOCOMUNICAÇÃO ANCESTRAL E DECOLONIAL: UMA ANÁLISE SOBRE A WEBRÁDIO YANDÊ

Autores

  • Pablo Nabarrete Bastos Professor do Departamento de Comunicação da Universidade Federal Fluminense.
  • Letycia Gomes Nascimento Mestranda do Programa de Pós Graduação da Universidade Federal Fluminense

Palavras-chave:

ETNOMÍDIA INDÍGENA, WEB RÁDIO YANDÊ, COMUNICAÇÃO DECOLONIAL, COMUNICAÇÃO COMUNITÁRIA.

Resumo

O artigo discute a etnicidade das comunidades indígenas brasileiras como fator decisivo em seus discursos midiáticos. A etnomídia indígena se diferencia da mídia hegemônica sobretudo com relação à “sabedoria do tempo”, aspecto central da ancestralidade indígena, vivenciada no cotidiano das comunidades. A partir de matrizes culturais constitutivas, a Webrádio Yandê dilata as fronteiras conceituais da comunicação comunitária, de acordo com o desenvolvimento teórico de Peruzzo (2006). Metodologicamente, desenvolvemos este artigo com base em pesquisa bibliográfica e entrevistas semiestruturadas com os coordenadores da Webrádio Yandê.

Biografia do Autor

Pablo Nabarrete Bastos, Professor do Departamento de Comunicação da Universidade Federal Fluminense.

Professor do Departamento de Comunicação da Universidade Federal Fluminense. Doutor em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.  Pós-doutorado em Estudos Culturais pelo PACC-UFRJ. Seus trabalhos importantes são: MST e Escola Nacional Florestan Fernandes: formação, comunicação e socialização política (2017), Desafios políticos e dialógicos ao Projeto de Reforma Agrária Popular do MST (2018). E-mail: pablobastos@id.uff.br.

Letycia Gomes Nascimento, Mestranda do Programa de Pós Graduação da Universidade Federal Fluminense

Mestranda em Mídia e Cotidiano (PPGMC/UFF) e bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Membro do Laboratório de Investigação em Comunicação Comunitária e Publicidade Social (LACCOPS) e do Laboratório de Pesquisas Aplicadas do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano (LaPA). Editora assistente da Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano. Atualmente pesquisa na área do etnojornalismo, e as estratégias de resistência cultural indígena através dos meios de comunicação no Brasil. 

Downloads

Publicado

19-09-2020

Edição

Seção

Dossiê: Comunicação popular, cidadania e mudança social / Dosier: Comunicación Popular, Ciudadanía y Cambio Social