O CONCEITO DE JORNALISMO PARA OS PÚBLICOS: UM ESTUDO FENOMENOLÓGICO COM MORADORES DE JOINVILLE (BRASIL)

Autores

  • Felipe Simão Pontes Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Jacques Mick Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

JOINVILLE [BRASIL]. CONCEITO DE JORNALISMO. PÚBLICOS. FENOMENOLOGIA.

Resumo

A definição de jornalismo costuma ser objeto de discussões teóricas e profissionais, mas poucas pesquisas investigam o que os públicos pensam dessa prática social. Este artigo reflete em perspectiva fenomenológica sobre os conceitos de jornalismo enunciados por moradores de Joinville (Brasil), ouvidos em diferentes momentos de uma pesquisa-ação. Com base em análise de conteúdo de entrevistas semiestruturadas com 23 representantes de diferentes estratos da população, constatamos que parte significativa dos públicos entende o jornalismo como apresentação de fatos ocorridos na realidade, integrador de indivíduos à sociedade, e que deve trabalhar com preceitos como verdade, imparcialidade, neutralidade e ética profissional.

Biografia do Autor

Felipe Simão Pontes, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Professor dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Sociais Aplicadas e Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Líder do grupo de pesquisa Jornalismo, Conhecimento e Profissionalização.

Jacques Mick, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor dos Programas de Pós-Graduação em Jornalismo e Sociologia Política da Universidade Federal de Santa Catarina. Líder do Laboratório de Sociologia do Trabalho - Lastro.

Downloads

Publicado

19-09-2020

Edição

Seção

Artigos livres / Artículos libres