O OLIGOPÓLIO NA TV: UMA CONTRIBUIÇÃO EMPÍRICA PARA O DEBATE NORMATIVO BRASIL-ARGENTINA

Juliano Mendonça Domingues-da-Silva

Resumo


Resumo

O presente artigo explora a relação entre microeconomia e políticas de comunicação, a partir estruturas de mercado, mensuração de concentração e dimensão histórica. A investigação foi guiada pela seguinte pergunta: como classificar um mercado de comunicação em função da sua estrutura? Tomou-se como objeto o mercado de TV aberta em rede nacional no Brasil e na Argentina, por meio da variável audiência. Conclui-se que ambos os países possuem mercados altamente concentrados, historicamente estruturados em modelos setoriais de concorrência monopolista e oligopolista, respectivamente, e com baixo grau de diversidade de vozes.

Palavras-chave: Oligopólio; Concentração; Noam Index; Políticas de Comunicação.

 

Abstract

This article aims at exploring the relationship between microeconomics and communication policies, based on market structures, measurement of concentration and historic dimension. The investigation was guided by the following question: how to classify a communication market based on its structure? One has taken as subject-matter the open TV market on nationwide networks in Brazil and in Argentina, by means of a variable audience. One concludes that both countries have highly concentrated markets, which are historically structured into models of monopolist and oligopolist competition, respectively, and with a low level of diversity of voices.  

Keywords: Oligopoly; Concentration; Noam Index; Communication Policies.

 

Resumen

Este artículo tiene como objetivo explorar la relación entre la microeconomia y la política de comunicaciones, desde estructura del mercado, medición de la concentración y historia. Su pregunta de investigación es: ¿cómo un mercado de comunicación puede ser clasificado en función de su estructura? Se tomó como objeto de investigación el mercado de televisión nacional abierta en Brasil y Argentina, y la audiencia como variable. La conclusión es que ambos países tienen mercados altamente concentrados, modelos sectoriales históricamente estructurados de competencia monopólica y oligopólica, respectivamente, y bajo grado de diversidad de voces.

Palabras Claves: Oligopolio; Concentración; Índice Noam; Políticas de Comunicación.

 


Palavras-chave


Oligopólio; Concentração; Noam Index; Políticas de Comunicação

Texto completo:

PDF