A POÉTICA ANTROPOFÁGICA INCOMPREENDIDA: REPRESENTAÇÕES MIDIÁTICAS DO GOSPEL-SECULAR EM BABY DO BRASIL

Autores

  • Isabella Pichiguelli Universidade de Sorocaba
  • Míriam Cristina Carlos Silva Universidade de Sorocaba

Palavras-chave:

Gospel e Secular, Baby do Brasil, Representações Midiáticas, Narrativas Jornalísticas, Comunicação e Religião.

Resumo

Por meio de uma poética antropofágica, as culturas gospel e secular se entrecruzam nas apresentações da cantora Baby do Brasil, entremeando aspectos considerados sagrados e profanos. Nas representações midiáticas acerca do fenômeno em narrativas jornalísticas, entretanto, despontam estranhamentos, clivagens e incompreensões, verificadas por meio de análise de conteúdo. Tais construções simbólicas sinalizam a hegemonia de uma mediação que segrega as culturas evangélica e secular, o que pode ser indício do que também acontece nos demais campos da esfera pública.

Biografia do Autor

Isabella Pichiguelli, Universidade de Sorocaba

Mestra em Comunicação e Cultura pela Universidade de Sorocaba. Jornalista pela Universidade de Sorocaba. Pesquisadora do NAMI - Grupo de Pesquisa em Narrativas Midiáticas (Uniso/CNPq). Linhas de pesquisa/atuação: Narrativas midiáticas / Comunicação e Religião / Poéticas das Mídias / Processos de Comunicação.

Míriam Cristina Carlos Silva, Universidade de Sorocaba

Professora pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba (PPGCOM Uniso). Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Orientadora deste trabalho. Seus trabalhos mais importantes são: A Pele Palpável da Palavra (2009) e Comunicação e cultura antropofágicas: mídia, corpo e paisagem na erótico-poética oswaldiana (2007). E-mail: miriam.silva@prof.uniso.br.

Downloads

Publicado

08-06-2021

Como Citar

PICHIGUELLI, I.; SILVA, M. C. C. A POÉTICA ANTROPOFÁGICA INCOMPREENDIDA: REPRESENTAÇÕES MIDIÁTICAS DO GOSPEL-SECULAR EM BABY DO BRASIL. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, [S. l.], v. 20, n. 36, 2021. Disponível em: http://revista.pubalaic.org/index.php/alaic/article/view/699. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos livres / Artículos libres