IDENTIDADE E INVISIBILIDADE MIDIÁTICA DE JOVENS CAMPONESES

Autores

  • Rosane da Silva Nunes UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI
  • Maria das Graças Pinto Coelho UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

Palavras-chave:

IDENTIDADE, MÍDIA, CAMPESINATO, JUVENTUDE CAMPONESA.

Resumo

Este trabalho apresenta conexões entre mídia e identidade camponesa no contexto de uma Escola Família Agrícola (EFA), em Independência, Ceará. Busca compreender como se percebem os educandos que, ao mesmo tempo em que reivindicam nova concepção de camponeses, afirmam tradições do campo, refutando a maneira que os meios de comunicação os representam. Utiliza-se metodologia fenomenológica com abordagem etnográfica. Os resultados apontam para formação identitária descentrada, um jovem que defende princípios campesinos, mas passa por uma formação multicultural promovida pelo processo de globalização calcado nas plataformas multimidiáticas.

Biografia do Autor

Rosane da Silva Nunes, UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI

Professora de Jornalismo da Universidade Federal do Cariri (UFCA). Áreas de radiojornalismo; comunicação e cidadania.

Maria das Graças Pinto Coelho, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

Professora de Jornalismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Membro do Programa de Pós Graduação de Estudos da Mídia (PPGEM/UFRN)

Downloads

Publicado

19-09-2020

Edição

Seção

Dossiê: Comunicação popular, cidadania e mudança social / Dosier: Comunicación Popular, Ciudadanía y Cambio Social