A PANDEMIA NÃO TEM ROSTO DE MULHER

Autores

  • Cláudia Lago Universidade de São Paulo
  • Claudia Nonato
  • Elisa Canjani
  • Isabella Bergo

Palavras-chave:

Covid-19, mulheres, desigualdade de gênero, GMMP.

Resumo

No contexto da pandemia da Covid-19 o artigo reflete sobre a relação da pandemia com desafios específicos para as mulheres, em função do agravamento da desigualdade de gênero. A partir disto interroga-se sobre a (não) presença das mulheres nas narrativas da Covid-19, tomando como objeto de análise Caderno Especial do O Globo “Boas Práticas da Pandemia”, a partir de adaptação da metodologia de pesquisa do Global Media Monitoring Project (GMMP). Após a investigação constatamos que, apesar de apresentarem um número importante de mulheres nas matérias, estas reforçam os estereótipos de gênero, mesmo que de forma às vezes sutil.

Biografia do Autor

Cláudia Lago, Universidade de São Paulo

Professora da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Doutora em Ciências da Comunicação pela ECA/USP. Entre seus trabalhos recentes mais importantes está Gender: towards equality?. In: Pasti, Svetlana; Ramaprasad, Jyotika. (Org.). Contemporary BRICS Journalism. 1ed.New York: Routledge, 2018, v. 1, p. 104-129.   

Downloads

Publicado

03-02-2021

Edição

Seção

Dossiê: Comunicação popular, cidadania e mudança social / Dosier: Comunicación Popular, Ciudadanía y Cambio Social