A PANDEMIA DE COVID-19 NO YOUTUBE: CIÊNCIA, ENTRETENIMENTO E NEGACIONISMO

Autores

  • Luisa Medeiros Massarani Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
  • Márcia Cristina Rocha Costa da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Antonio Marcos Pereira Brotas Fundação Oswaldo Cruz

Palavras-chave:

COVID-19, Youtube, enquadramento, ciência

Resumo

Neste artigo, analisamos 65 vídeos de influenciadores brasileiros sobre a COVID-19, postados no YouTube entre 01/12/2019 e 15/05/2020, com mais de cem mil visualizações. A análise do enquadramento (framing) identificou os sentidos interpretativos de vozes tradicionais da ciência e da medicina a conteúdos de atores religiosos e youtubers de entretenimento. Observamos que os influenciadores com maior visualização valorizaram questões da ciência e tecnologia, enquanto os negacionistas priorizam os frames político e religioso. Verifica-se o engajamento de influenciadores do entretenimento e seu potencial para novas formas de divulgação científica.

Biografia do Autor

Luisa Medeiros Massarani, Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz

Coordenadora do Instituto Nacional de Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia e  do Mestrado em Divulgação da Ciência, Tecnologia e Saúde da Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz. Doutora em Educação, Gestão e Difusão em Biociências pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bolsista Produtividade do CNPq 1C. Cientista do Nosso Estado da Faperj

Márcia Cristina Rocha Costa, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Docente da Curso de Comunicação Social/ Jornalismo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Doutora em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Antonio Marcos Pereira Brotas, Fundação Oswaldo Cruz

Pesquisador do Instituto Nacional de Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia, Tecnologista em Saúde Pública e Assessor de Comunicação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/Bahia).  Doutor em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Downloads

Publicado

03-02-2021

Edição

Seção

Dossiê: Comunicação popular, cidadania e mudança social / Dosier: Comunicación Popular, Ciudadanía y Cambio Social