Mulheres podcasters: atuações feministas na podosfera brasileira

Autores

Palavras-chave:

Podcast;, Mulheres brasileiras podcasters;, Feminismo;, Entrevista em profundidade

Resumo

Consonante a outras mídias digitais, o podcast tem ganhado espaço no Brasil. Esta pesquisa busca compreender quais as características da resistência feminista construída na podosfera brasileira. Para o estudo empírico, foram realizadas entrevistas em profundidade com mulheres produtoras dos programas mais escutados do país, analisadas por meio da Análise Temática. Entre os resultados, destaca-se que mesmo não compondo um coletivo organizado, e com divergências de concepções feministas, as mulheres podcasters formam uma militância preocupada em fazer da podosfera um espaço de segurança e de igualdade para mulheres e outras minorias sociais.

Biografia do Autor

Alice dos Santos Silva, Universidade Federal de Sergipe

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da Universidade Federal de Sergipe (UFS), graduada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela mesma Instituição. Assessora de Comunicação e eventos do Instituto Federal de Sergipe (IFS) - Campus Tobias Barreto, produtora do podcast Hora Queer/Doutora Drag. Realiza pesquisas sobre a produção de podcasts no Brasil, questões de gênero e feminismo.

Renata Barreto Malta, Universidade Federal de Sergipe

Professora efetiva do Departamento de Comunicação Social da UFS (Universidade Federal do Sergipe). Professora Permanente e atual coordenadora do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Comunicação Social (PPGCOM) da Universidade Federal de Sergipe. Coordenadora no Grupo de Pesquisa GENI - Gênero e Interseccionalidades na Comunicação. Pós- Doutorado na Facultad de Comunicación, Departamento de Comunicación Audiovisual de la Universidad de Sevilla - España. Pesquisadora bolsista do Programme Directeurs d’Etudes Associés DEA 2019, Fondation Maison des Sciences de l’homme, Paris, França.

Downloads

Publicado

06-08-2022