EL NEGRO COMO PUNTO DE PARTIDA DE LA LUCHA CONTRA EL RACISMO EN LA CUBA ACTUAL

Autores

  • Alberto Berzosa Universidade Autônoma de Madri e Universidade de Reims Champagne-Ardenne

Resumo

Resumen:

El Negro, es un documental cubano realizado por Eduardo Manet en 1960, que aborda la problemática racial en la isla, en el preciso momento en que el gobierno de la Revolución afirmaba poder solucionar las desigualdades racistas que habían sometido a una parte de la sociedad cubana desde varios siglos atrás. En este artículo estudiaremos de qué manera se refleja en El Negro la realidad racial de Cuba tras 1959 y determinaremos la importancia de esta película en el debate que actualmente se mantiene sobre el racismo en la isla.

Palabras clave: diferencias raciales; humanista; silencio.

Resumo:

El Negro é um documentário cubano realizado por Eduardo Manet em 1960, que aborda a questão racial na ilha, no momento exato em que o governo da revolução afirma poder remediar as desigualdades racistas que têm vindo a submeter parte da sociedade cubana há vários séculos. Neste artigo vamos estudar o modo como em El Negro se reflete a realidade racial de Cuba após 1959 e vamos determinar a importância do filme no debate sobre o racismo que atualmente continua vigente na ilha.

Palavras-chave: diferenças raciais; humanista; silêncio.

Abstract:

El Negro is a cuban documentary realized by Eduardo Manet in 1960, which tackles the racial conflict in the island in the very instant in which the Revolutionary government claimed to be able to solve the racial inequalities that had affected part of the cuban society for centuries. In this article we will study how El Negro reflects Cubas racial conflict after 1959, and will highlight how important this film is for the current debate of racism in the island.

Keywords: racial inequality; humanist; silence.

 

Biografia do Autor

Alberto Berzosa, Universidade Autônoma de Madri e Universidade de Reims Champagne-Ardenne

Doutor em História e Teoria da Arte da Universidade Autônoma de Madri e da Universidade de Reims Champagne-Ardenne com o trabalhoA Sexualidade como arma política. Sua pesquisa se concentra na história do cinema, que tem explorado principalmente o campo da marginalidade que implica o ativismo político e a análise de discursos de gênero implantados no audiovisual espanhol durante a transição.

Downloads

Publicado

21-02-2014

Edição

Seção

Artigos / Artículos