O Rádio para se ouvir, sentir e ver

os gêneros no rádio hipermidiático e expandido em Pernambuco

Autores

  • Sheila de Oliveira Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.55738/alaic.v22i44.1044

Palavras-chave:

Gênero, Rádio hipermidiático, Rádio expandido, Pernambuco

Resumo

Professora adjunta do Núcleo de Design e Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Doutora em Sociologia pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPE, mestra em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFPE, especialista em História Contemporânea pelo Programa de Pós-Graduação em História da UFPE e graduada em Jornalismo (Unicap) e Publicidade e Propaganda (UFPE). Desenvolve projetos de pesquisa e extensão nas áreas de redes e tecnologias sociais, mídias sonoras, mídias digitais, política, cultura participativa e comunicação e educação popular. É autora do livro O repórter-amador: uma análise das disposições sociais motivadoras das práticas jornalísticas do cidadão comum (2015) e uma das organizadoras dos livros Projeto Conexões: os impactos das novas mídias na comunicação volumes 1 (2017) e 2 (2018), além de ter artigos publicados em revistas e livros acadêmicos.

Downloads

Publicado

25.01.2024

Como Citar

DE OLIVEIRA, S. O Rádio para se ouvir, sentir e ver: os gêneros no rádio hipermidiático e expandido em Pernambuco. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, [S. l.], v. 22, n. 44, 2024. DOI: 10.55738/alaic.v22i44.1044. Disponível em: https://revista.pubalaic.org/index.php/alaic/article/view/1044. Acesso em: 18 maio. 2024.