Cartografia de rádios públicas brasileiras no contexto da plataformização

o caso das Rádios MEC AM e MEC FM

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55738/alaic.v22i44.1066

Palavras-chave:

Radiofusão pública, Plataformização, Empresa Brasil de Comunicação, Rádio MEC

Resumo

Analisa-se a atuação de rádios públicas brasileiras no ambiente das plataformas sociodigitais. Delimita-se o estudo ao caso da Rádio MEC AM e da Rádio MEC FM, vinculadas à Empresa Brasil de Comunicação e exercita-se a cartografia com gestos propostos por Kastrup (2007): rastreio, toque, pouso e reconhecimento atento (nos sites, Spotify, YouTube e App EBC Rádios). Articulam-se dados sobre o consumo de rádio online no Brasil, a regulação do Serviço de Radiodifusão Pública (SRP) e o conceito de Plataformização. Percebe-se que estas rádios ora possuem ações integradas e estratégicas ora atuam com ações dispersivas e irregulares nas plataformas.

Biografia do Autor

Elton Bruno Pinheiro, Universidade de Brasília - UnB

Professor Adjunto e Investigador Permanente do Programa de Pós- graduação da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em Comunicação (UnB), com Pós-Doutorado no Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho. Líder do Grupo de Pesquisa Observatório da Radiodifusão Pública na América Latina (UnB/CNPq) e Membro do Laboratório de Políticas de Comunicação (CNPq/UnB).

Luís António Santos, Universidade do Minho

Professor Auxiliar de Ciências da Comunicação na Universidade do Minho e Diretor-adjunto do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade. Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho e Mestre em Política Internacional, pela Universidade de Londres. Coordenador do Communitas - Think Tank do CECS/UM. Foi jornalista durante mais de uma década. Foi correspondente em Londres do Diário de Notícias no período em que trabalhou no Serviço Mundial da BBC.

Downloads

Publicado

25.01.2024

Como Citar

PINHEIRO, E. B.; SANTOS, L. A. Cartografia de rádios públicas brasileiras no contexto da plataformização: o caso das Rádios MEC AM e MEC FM. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, [S. l.], v. 22, n. 44, 2024. DOI: 10.55738/alaic.v22i44.1066. Disponível em: https://revista.pubalaic.org/index.php/alaic/article/view/1066. Acesso em: 18 maio. 2024.