AS FORMAÇÕES DISCURSIVAS NO ENTREMEIO DA ANÁLISE DE DISCURSO E DA ANÁLISE CRÍTICA DE DISCURSO

Autores

  • Ivan Bomfim

DOI:

https://doi.org/10.55738/alaic.v16i30.512

Resumo

O presente artigo defende a noção-conceito de formação discursiva como um dispositivo metodológico que, ao engendrar as perspectivas da Análise de Discurso Francesa e da Análise Crítica de Discurso, serve à investigação do discurso jornalístico. Mobilizando conceitos de autores como Pêcheux (1975; 1997), Van Dijk (2001; 2005) e Benetti (2007; 2008), empreende-se investigação sobre as formações discursivas que conformam a cobertura do portal Veja sobre a crise política de Honduras, em 2009.
PALAVRAS-CHAVE: FORMAÇÕES DISCURSIVAS; JORNALISMO E DISCURSO; ANÁLISE CRÍTICA DE DISCURSO; ANÁLISE DE DISCURSO FRANCESA.

Downloads

Publicado

13.08.2019

Como Citar

BOMFIM, I. AS FORMAÇÕES DISCURSIVAS NO ENTREMEIO DA ANÁLISE DE DISCURSO E DA ANÁLISE CRÍTICA DE DISCURSO. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, [S. l.], v. 16, n. 30, 2019. DOI: 10.55738/alaic.v16i30.512. Disponível em: http://revista.pubalaic.org/index.php/alaic/article/view/512. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Comunicação popular, cidadania e mudança social / Dosier: Comunicación Popular, Ciudadanía y Cambio Social