Recepção de webséries brasileiras Netflix: a perspectiva das mediações e os gêneros audiovisuais

Autores

  • Carlos Gonçalves USP-ECA
  • Rosana de Lima Soares USP-ECA

Palavras-chave:

Estudo de recepção, webséries brasileiras, streaming, Mediações

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar a metodologia da pesquisa de recepção de webséries brasileiras de ficção e originais Netflix realizada por meio de trabalho de campo com o consumidor da plataforma, residente em cidades do Estado de São Paulo, durante o período 2021-2022. O estudo foi concebido na perspectiva da teoria das mediações e abordou quatro recortes desse processo comunicacional: situacional web, gêneros audiovisuais, matrizes socioculturais, e identidades e imaginários. Serão debatidos alguns resultados relativos à questão das narrativas seriadas, suas mediações e a dimensão crítica sobre o consumo cultural streaming.

Biografia do Autor

Carlos Gonçalves, USP-ECA

Pós-doutorando em Comunicação e Audiovisual pela USP-ECA com estudo de recepção de webséries brasileiras da plataforma Netflix. Doutor e mestre em Ciências Sociais - Antropologia pela PUC-SP. Palestrante em cursos de cinema no Sesc-SP e Casa Guilherme de Almeida. Professor em pós-graduação do Senac

Rosana de Lima Soares , USP-ECA

Professora livre-docente no Programa de Pós-Graduação e Departamento de Jornalismo e Editoração da ECA-USP. Realizou pesquisas de pós-doutorado na Unicamp, King’s College London e CLACSO. Coordenadora do Grupo de Pesquisa CNPq MidiAto  (ECA/USP). Autora de Sutileza e grosseria da exclusão nas mídias (Alameda/Fapesp, 2020)

Downloads

Publicado

12-10-2022

Como Citar

GONÇALVES, C.; DE LIMA SOARES , R. Recepção de webséries brasileiras Netflix: a perspectiva das mediações e os gêneros audiovisuais. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, [S. l.], v. 21, n. 40, 2022. Disponível em: http://revista.pubalaic.org/index.php/alaic/article/view/888. Acesso em: 8 fev. 2023.