Muito além da ficção televisiva: Stranger Things e as estratégias de engajamento das indústrias do entretenimento

Autores

  • Eloy Vieira Unisinos
  • Larissa Tamborindenguy Becko Unisinos

Palavras-chave:

Cultura pop, Ficção televisiva, Stranger things, Engajamento

Resumo

Os conteúdos da indústria do entretenimento são pensados a partir de estratégias, sejam elas de lançamento ou de distribuição. Essas ações são parte da lógica que está em voga no cenário midiático desde o advento da cultura de massa. Porém, com o surgimento de elementos que extrapolam à lógica massiva, a internet e os ambientes digitais têm permitido cada vez mais que a instância da circulação ganhe espaço nas estratégias industriais, exemplo do caso analisado neste trabalho: a repercussão da música “Running Up That Hill”, de Kate Bush, que superou a narrativa de Stranger Things, servindo como estratégia de engajamento para além da ficção.

Biografia do Autor

Eloy Vieira, Unisinos

Doutor em Ciências da Comunicação pelo PPGCC/Unisinos e Supervisor de Business Intelligence na BETC-Havas.

Larissa Tamborindenguy Becko, Unisinos

Doutoranda em Ciências da Comunicação pelo   PPGCC/Unisinos com bolsa pela Capes.

Downloads

Publicado

12-10-2022

Como Citar

VIEIRA, E.; TAMBORINDENGUY BECKO, L. Muito além da ficção televisiva: Stranger Things e as estratégias de engajamento das indústrias do entretenimento. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, [S. l.], v. 21, n. 40, 2022. Disponível em: http://revista.pubalaic.org/index.php/alaic/article/view/894. Acesso em: 8 fev. 2023.